Home | Cultural | Artes Plásticas | Vanguardas Artísticas | Impressionismo

Impressionismo


Texto: Cristina Tolentino
cristolenttino@gmail.com

"O impressionismo é um movimento francês, abrangendo, a partir do século XVIII, toda a espécie de mestres e revoluções muito importantes: depois do romantismo, do naturalismo e do realismo aparece o impressionismo, que se situa como um episódio no interior de uma evolução, de uma revolução dentro de uma série de revoluções." ( Jean Cassou - escritor francês, ensaísta, crítico e sociólogo da arte ).

Influenciados pelos físicos que estudavam a luz e seus fenômenos, os impressionistas ocuparam-se da divisão de tons, da oposição e combinação das tonalidades, vendo a cor não como uma mera coloração de uma superfície, não como uma qualidade do objeto e o objeto não como sendo preto, verde, amarelo ou vermelho. Atingir a expressão direta da luz e da cor sobre o objeto, jogando com eles, como um jogo de prisma. A pintura torna-se não uma cópia da natureza, mas um artifício mediante o qual se representa o efeito geral da natureza. Reproduzir, o mais fielmente possível, a rica intensidade visual que o olho humano transmite para a mente. "Tudo o que é pintado diretamente e no local tem uma força, um vigor e uma vivacidade de toque que jamais poderão ser obtidos no estúdio; três pinceladas da natureza valem mais do que dois dias de trabalho no estúdio, sobre o cavalete."( Eugène Boudin ).

São características da pintura impressionista a sutileza e a evanescência ( não há traços fortes, marcantes ), a expressão do lirismo, a beleza que vem e vai com a flutuações da luz A união de tons difusos que busca inspiração no movimento e na profunda substância das coisas.


Alguns artistas do movimento impressionista:





Ver outros movimentos vanguardas

Quer falar com a gente? (31) 3281.1196 - Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil / estudio@caleidoscopio.art.br || Produção: Caleidoscópio Multimídia