Home | Entretenimento | Espetáculo | Sinfônica Pop
Lenine

Sinfônica Pop | OSMG convida Lenine


Após o sucesso da série Sinfônica Pop com Lenine no Inhotim e no Palácio das Artes em 2014, a Fundação Clóvis Salgado convida o artista para um novo encontro com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e com o público em duas apresentações nos dias 13 e 14 de maio.

Desta vez os concertos acontecem no Grande Teatro do Palácio das Artes, com regência do maestro Marcelo Ramos.

Cantautor, produtor musical e arranjador, Lenine traz em suas composições influências de manifestações culturais brasileiras e de inúmeros gêneros musicais, desconsiderando rótulos ou classificações.

Com mais de 30 anos de carreira, dez discos lançados, dois projetos especiais e inúmeras participações em álbuns de outros artistas, o artista já teve suas canções gravadas por nomes como Elba Ramalho, Maria Bethânia, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ney Matogrosso, O Rappa, Zélia Duncan, entre outros.

Programa

Abertura instrumental, arranjo Fred Natalino

Chão – Lenine / Lula Queiroga. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Jack Soul Brasileiro - Lenine. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Quede água – Lenine / Carlos Rennó. Arranjo orquestral, Marcelo Ramos

Se não for amor eu cegue - Lenine / Lula Queiroga. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Castanho – Lenine / Carlos Posada. Arranjo orquestral, Marcelo Ramos

Tudo por acaso - Lenine. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Que baque é esse - Lenine. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Simples Assim - Lenine / Dudu Falcão. Arranjo orquestral, Marcelo Ramos

Paciência - Lenine / Dudu Falcão. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Lavadeira do Rio - Lenine / Bráulio Tavares. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

Do it - Lenine / Ivan Santos. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat

O Universo na cabeça do alfinete - Lenine. Arranjo Orquestral, Marcelo Ramos

O silêncio das estrelas - Lenine / Dudu Falcão. Arranjo orquestral, Rodrigo Morte

Leão do Norte - Lenine / Paulo César Pinheiro. Arranjo orquestral, Ruriá Duprat



ORQUESTRA SINFÔNICA DE MINAS GERAIS

Criada em 1976, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, corpo artístico gerido pela Fundação Clóvis Salgado, é considerada uma das mais ativas orquestras do país. Sempre aprimorando a excelência de sua performance, a OSMG cumpre o papel de difusora da música, diversificando sua atuação em óperas, balés, concertos e apresentações ao ar livre – tanto na capital quanto no interior de Minas Gerais. O corpo artístico da Fundação Clóvis Salgado executa um repertório que abrange todos os períodos da música sinfônica, do barroco ao contemporâneo, e grandes sucessos da música popular com a série Sinfônica Pop. Seus regentes titulares ao longo de sua história foram: Wolfgang Groth, Sérgio Magnani, Carlos Alberto Pinto Fonseca, Aylton Escobar, Emilio de César, David Machado, Afrânio Lacerda, Holger Koldziej, Charles Roussin, Roberto Tibiriçá e Marcelo Ramos. Em 2013, foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural do Estado de Minas Gerais, pela Lei nº 20628.

Espetáculo: Sinfônica Pop | OSMG convida Lenine
Local: Teatro do Palácio das Artes
Endereço: av. Afonso Pena, 1.501, centro, Belo Horizonte/MG
Data: 13 e 14 de maio
Horário: Sábado 20h30 e Domingo às 19h
Classificação etária: livre
Duração: 60 min
Ingressos: R$60 (inteira) R$30 (meia)
Informações: (31) 3236-7400

Quer falar com a gente? (31) 3281.1196 - Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil / estudio@caleidoscopio.art.br || Produção: Caleidoscópio Multimídia